Fevereiro 21, 2024
Ouça a Rádio Arca aqui!

Igreja é vandalizada com palavrões em culto de final de ano Featured

Igreja é vandalizada com palavrões em culto de final de ano Cegonha (Foto: Reprodução/Canva)

Líder responde a vandalismo em igreja: “Não vamos deixar que a perseguição, o fanatismo, o ódio, o vandalismo, nos impeçam de adorar”.

A polícia de San Diego está investigando um crime de ódio após ativistas de extrema esquerda vandalizarem um prédio da igreja que estava programado para realizar um culto de Ano Novo liderado por Sean Feucht.

Nesse sentido, no  sábado, Feucht publicou vídeos e fotos da igreja depois que os membros do Antifa vandalizaram a Igreja City View e causaram danos ao edifício. Entre algumas das frases pintadas no local estavam “Queers revidam”, “igreja e estado separados”, “Cristofacistas não são bem-vindos” e “Sem espaço seguro para os fanáticos”.

Além disso, outras ameaças profanadas extremamente impróprias ou ofensivas foram escritas no prédio da igreja. Algumas delas se referiam a Sean, que escreveu uma resposta em suas mídias sociais, afirmando que a igreja não iria recuar.

“Ontem à noite, os fanáticos espalharam ódio e violência em uma igreja onde estamos realizando um evento de Ano Novo em San Diego. A polícia está investigando isso como um crime de ódio. O inimigo está cometendo um velho erro. Perseguir a Igreja não vai parar o evangelho, vai desencadear um incêndio”, escreveu.

Sendo assim, Sean afirma que esta é uma chance para a igreja da Califórnia tomar uma posição para se erguer em unidade e dizer, ‘Não vamos deixar que a perseguição, o fanatismo, o ódio, o vandalismo, nos impeçam de adorar”.

“A igreja não é um edifício. Nós somos a noiva de Cristo e em 2023 estamos nos levantando como nunca antes. Nós temos as chaves do reino. As portas do inferno não prevalecerão e tudo o que ligarmos no céu será ligado na terra, e tudo o que desligarmos, será desligado”, disse.

Segundo a CBN News, Feucht tem planos de iniciar uma turnê de adoração de 50 estados em 2023 chamada “Kingdom to the Capitol”. O movimento de oração e adoração continuará em todos os 50 estados com o objetivo de avançar a legislação para fazer de cada estado, um estado pró-vida.

“Precisamos ir a cada estado na América e acreditar, não apenas que cada estado se tornará um estado pró-vida, mas que em cada estado estamos levando o Reino ao Capitólio e vamos reunir pastores, líderes e legisladores cheios do Espírito Santo e assumir a responsabilidade pelos estados”, explicou.

 

 

Gospel +

Rate this item
(0 votes)
Last modified on Quarta, 04 Janeiro 2023 11:50